Raul Seixas

Billy O Discípulo

Indik Billy Seixas a um Amigo

Indik Billy Seixas a um Amigo

Clik e Vote na Enquête

Clik e Vote na Enquête

Raul Seixas

Raul Seixas

Raul Santos Seixas (Salvador, 28 de junho de 1945 — São Paulo, 21 de agosto de 1989) foi um famoso cantor, compositor e poeta brasileiro, frequentemente considerado um dos pioneiros do rock brasileiro. Também foi produtor musical da CBS durante sua estada no Rio de Janeiro, e por vezes é chamado de “Pai do Rock Brasileiro” e “Maluco Beleza”.

Sua obra musical é composta de 21 discos lançados em seus 26 anos de carreira e seu estilo musical é tradicionalmente classificado como rock e baião, e de fato conseguiu unir ambos os gêneros em músicas como “Let Me Sing, Let Me Sing”[3]. Seu álbum de estreia, Raulzito e os Panteras (1968), foi produzido quando ele integrava o grupo Os Panteras, mas só ganhou notoriedade crítica e de público com as músicas de Krig-Ha, Bandolo! (1973), como “Ouro de Tolo”, “Mosca na Sopa”, “Metamorfose Ambulante”. Raul Seixas adquiriu um estilo musical que o creditou de “contestador e místico”, e isso se deve aos ideais que vindicou, como a Sociedade Alternativa apresentada em Gita (1974), influenciado por figuras como Aleister Crowley.

Raul se interessava por filosofia (principalmente metafísica e ontologia), psicologia, história, literatura e latim e algumas crenças dessas correntes foram muito aproveitadas em sua obra, que possuía uma recepção boa ou de curiosidade por conta disso.[4] Ele conseguiu gozar de uma audiência relativamente alta durante sua vida, e mesmo nos anos 80 continuou produzindo álbuns que venderam bem, como Uah-Bap-Lu-Bap-Lah-Béin-Bum! (1987) e A Panela do Diabo (1989), esse último em parceria com Marcelo Nova, e sua obra musical tem aumentado continuamente de tamanho, na medida que seus discos (principalmente álbuns póstumos) continuam a ser vendidos, tornando-o um símbolo do rock do país e um dos artistas mais cultuados e queridos entre os fãs nos últimos quarenta anos.

Em outubro de 2008, a revista Rolling Stone Brasil promoveu a Lista dos Cem Maiores Artistas da Música Brasileira, cujo resultado colocou Raul Seixas figurando a posição 19ª, encabeçando nomes como Milton Nascimento, Maria Bethânia, Heitor Villa-Lobos e outros.[5] No ano anterior, a mesma revista promoveu a Lista dos Cem Maiores Discos da Música Brasileira, onde seu Krig-Ha, Bandolo! de 1973 atingiu a 12ª posição,[6] demonstrando que o vigor musical de Raul Seixas continua a ser considerado importante hoje em dia.

Álbuns de estúdio1968 – Raulzito e os Panteras
1971 – Sociedade da Grã-Ordem Kavernista Apresenta Sessão das 10 (Com Sérgio Sampaio, Míriam Batucada e Edy Star)
1973 – Krig-ha, Bandolo!!
1973 – Os 24 Maiores Sucessos da Era do Rock
1974 – Gita
1974 – O Rebu (Trilha sonora da novela de mesmo nome – contém músicas inéditas até então)
1975 – 20 Anos de Rock (Reedição de Os 24 Maiores Sucessos da Era do Rock)
1975 – Novo Aeon
1976 – Há 10 Mil Anos Atrás
1977 – O Dia Em Que a Terra Parou
1977 – Raul Rock Seixas
1978 – Mata Virgem
1979 – Por Quem Os Sinos Dobram
1980 – Abre-te Sésamo
1983 – Raul Seixas
1984 – Metrô Linha 743
1985 – 30 Anos de Rock (Reedição de Os 24 Maiores Sucessos da Era do Rock)
1985 – Let Me Sing My Rock And Roll (Coletânea lançada em tiragem limitada somente em LP)
1986 – Raul Rock Seixas Volume 2 (Coletânea com faixas inéditas)
1987 – Caroço de Manga (Reedição de Let Me Sing My Rock And Roll lançado em LP e CD)
1987 – Uah-Bap-Lu-Bap-Lah-Béin-Bum!
1988 – A Pedra do Gênesis
1989 – A Panela do Diabo (Com Marcelo Nova)
[editar] Álbuns póstumos1992 – O Baú do Raul
1998 – Documento
2005 – O Baú do Raul Revirado (CD com raridades vendido somente com o livro de mesmo nome)
2009 – 20 Anos sem Raul Seixas (Reedição de Documento com uma faixa inédita extra)
[editar] Coletâneas1981 – O Melhor De Raul Seixas
1982 – A arte de Raul Seixas
1983 – O Pacote Fechado de Raul Seixas
1985 – Let Me Sing My Rock And Roll
1985 – Raul Seixas Rock
1986 – Caminhos
1986 – Raul Rock Seixas Volume 2
1987 – Caroço de Manga
1988 – Metamorfose Ambulante
1988 – O Segredo do Universo
1988 – Raul Seixas Para Sempre
1990 – Maluco Beleza
1991 – As Profecias (Contém uma faixa inédita)
1993 – Os Grandes Sucessos de Raul Seixas
1994 – Minha História
1995 – Geração Pop Vol.2: Raul Seixas
1996 – MPB Compositores 4: Raul Seixas
1998 – 20 Grandes Sucessos de Raul Seixas
1998 – Preferência Nacional
1998 – Música! O Melhor da Música de Raul Seixas
1999 – Millennium: Raul Seixas
2000 – Areia da Ampulheta
2000 – Enciclopedia Musical Brasileira
2001 – Warner 25 Anos: Raul Seixas
2002 – Série Identidade: Raul Seixas
2002 – Série Gold: Raul Seixas
2003 – Anarkilópolis (Contém uma faixa inédita)
2003 – Os Melhores do Maluco Beleza
2004 – Essential Brasil: Raul Seixas
2005 – Novo Millennium: Raul Seixas
2005 – Série Bis: Raul Seixas
2006 – Warner 30 Anos: Raul Seixas
2008 – Sem Limite: Raul Seixas
[editar] Álbuns ao vivo1984 – Ao Vivo – Único e Exclusivo
1991 – Eu, Raul Seixas (Show na Praia do Gonzaga, Santos, 1982)
1993 – Raul Vivo (Reedição de Ao Vivo – Único e Exclusivo com faixas extras)
1994 – Se o Rádio Não Toca… (Show em Brasília, 1974)
[editar] Singles póstumos1993 – A Maçã / Como Vovó Já Dizia / Sociedade Alternativa / Gita (CD – Philips)
1993 – Jay Vaquer Featuring Raul Seixas – Mosca na Sopa / 72 en 92 (CD – Girl/USA)
1998 – Morning Train (Promo – CD – MZA/Polygram)
1998 – É Fim de Mês (Promo – CD – MZA/Polygram)
[editar] Caixas1995 – Série Grandes Nomes: Raul (Caixa com 4 CDs e livreto ilustrado)
2002 – Maluco Beleza (Caixa com 6 CDs e livro ilustrado)
2009 – 10.000 Anos à Frente (Reedição da caixa Maluco Beleza)
[editar] Trilhas sonoras1973 – A Volta de Beto Rockfeller
1973 – Rosa dos Ventos
1974 – O Rebu
1983 – Plunct, Plact, Zuuum
1984 – Plunct, Plact, Zuuum II
2002 – Cidade de Deus
2009 – Viver a Vida
[editar] Tributos2004 – O Baú do Raul: Uma Homenagem a Raul Seixas
[editar] Outros álbuns1972 – Carnaval Chegou (Coletânea com vários artistas. Raul canta a faixa Eterno Carnaval)
1973 – Phono 73 O Canto de um Povo – Volume 1 (LP gravado ao vivo em 1973 com vários artistas da gravadora Philips. Raul aparece com a música Loteria de Babilônia)
1975 – Hollywood Rock (Falso álbum ao vivo, lançado somente em LP, e dividido com Erasmo Carlos, O Peso e Rita Lee)
1979 – O Banquete dos Mendigos (LP duplo gravado ao vivo em 1973 com vários artistas. Raul aparece com a faixa Cachorro – Urubu)
1987 – Duplo Sentido (LP duplo da banda baiana Camisa de Vênus no qual Raul canta na faixa Muita Estrela, Pouca Constelação)
1995 – Vida e obra de Johnny McCartney – Álbum do cantor e compositor Leno, gravado (e censurado) em 1971. Raulzito (Raul Seixas) participa na produção, composições e vocais.

Markcerto

Markcerto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s