O Conto da Sogra!

Publicado: 23 de fevereiro de 2011 em Poder Absoluto

Indique ao Amigo

Indique ao Amigo


Billy Seixas

Clik e Vote na Enquête

Clik e Vote na Enquête

contador de acesso grátis
Eu ja Contei um Conto pra mim Mesmo

Eu ja Contei um Conto pra mim Mesmo

Na lei do Ritmo tudo tende a se consertar por si só.
Pela falta de pensar por si mesmo, então, a massa pensa por você e, você é levado de acordo com o pensamento ritmado do subconsciente da massa em seu auge viciado e coletivo.
Essa mórbida idéia de que; “a sogra não presta, que não dá para morar com a sogra, fazer piadas de deboche”…, é uma idéia absurda e ignorante. Prova na verdade, que você, que acredita nessa dispepsia é tão doente quanto à idéia. Pois, a sogra é uma segunda mãe e deve ser tratada bem, com muito amor e respeito, até porque ela é mãe do seu marido e futura avó de seus filhos. Deveria proibir falar mal da sogra. Isso é racismo preconceituoso e só afastam as famílias quebrando o laço salutar da convivência entre ambos os parentes.
Sai agora desse ciclo de mentira e vício, mudando a sua forma de pensar e de ver as coisas a sua volta, tratando-a bem dessa forma:
Autor desconhecido:
Certa nora vai a um curandeiro visionário e pede um remédio para matar a sogra. Ele então, dentro do seu amor divino, tende a consertar a triste situação em que vivia aquela família, prescrevendo uma fórmula como o “efeito placebo”, (água e açúcar).
Muito bem. Disse ele que passaria tal fórmula leve para não matar a sogra de uma só vez, que era para dar várias gotas por dia em várias ocasiões, para que ninguém desconfiasse da nora. O efeito seria fatal, mas, que a mataria aos poucos. Porém, a nora teria que trata-la bem, deveria mudar seu comportamento para que não desconfiasse a seu respeito após a morte de sua segunda mãe.
Assim se iniciou o tal ritual no Ritmo do amor e dias depois, a sogra “reagiu com a nora” de acordo com seu tratamento (lei do Ritmo). Pois, tratava de forma recíproca e carinhosa e o relacionamento ficou tão bom que a nora tomou em seu coração uma segunda decisão.
Correu até o curandeiro e pediu uma outra fórmula para desfazer a primeira porque havia mudado de idéia. Pois, sua sogra agora era a sua melhor amiga, uma segunda mãe e uma avó maravilhosa.
Imediatamente, alegre e realizado, o curandeiro disse-lhe que não precisava de outra fórmula porque havia receitado apenas água com açúcar, e, que o VENENO, estava dentro dela (nora).
Fácil não mesmo?
Pois, o que você não quer para você, não dê para os outros. A vida é fácil e tende a se desenrolar quando você dá amor, plantando assim, a boa semente de sua mente, no coração de Deus, nas pessoas.

Vá ao FÓRUM para Deixar sua Thelema Expressa. Seja Embaixador do Seu Próprio País

Texto Livro: Paraíso Mental – A Manifestação de Deus
Adílson Palácio

Markcerto

Markcerto


Siga

Siga


Myspace

Myspace


Formspring

Formspring

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s